O SINPRO efetuou o primeiro pagamento do acordo relativo ao 7,66 aos professores que não assinaram o acordo extra judicial com a FUNDASP. Entenda melhor:

Descriçäo Imagem

+ Esclarecimentos sobre processo PUC ( 7,66%)



Prezado(a) Professor(a)


No processo que o SINPRO-SP moveu contra a Fundação São Paulo – PUC SP em 28/04/2010 , foi pleiteado as diferenças salariais oriundas do reajuste de março de 2005 ( 7,66%).

Neste processo foi solicitado a diferença para 2159 professores, após analisar 25 volumes de documentos, identificamos  821 professores que aderiram o acordo proposto em 2010  pela Fundação São Paulo – PUC SP, 644 professores que receberam as diferenças na rescisão de contrato de trabalho, 379 professores foram excluídos pela sentença proferida pelo juiz,   171 professores que farão jus a integralidade da diferença e ainda restam 144 professores que não foram identificados.

O SINPRO-SP fez o levantamento dos salários desde março de 2005 até fevereiro de 2015 dos 171 professores para apurar os valores de cada um.

Estamos finalizando estes cálculos para que possamos fazer o rateio devido a cada professor e a identificação dos 144 professores .

Este calculo será apresentado ao juiz para que homologue este acordo.

Lembramos que conforme sentença judicial , após o pagamento dos 171 professores, que não fizeram o acordo proposto em 2010 pela Fundação São Paulo – PUC SP, haverá um novo rateio para o pagamento aos 965 professores que aderiram o acordo.

Pedimos um pouco mais de paciência, pois estamos trabalhando para acelerar o processo , para que os professores recebam o mais rápido possível.

 

Pedimos a gentileza que os professores acessem nossa página para cadastrar os dados pessoais e bancários  para efetivarmos os pagamentos.


http://www.sinprosp.org.br/processos_cadastro_login.asp

 

Atenciosamente

 

Prof Luiz Antonio Barbagli